Não sei o amigo
De quem padecesse
Mágoas que padeço
E que não morresse!

Senão eu, coitada,
Antes não nascesse,
Já que não vos vejo
Como merecia

Ai, quisesse Deus,
Que eu vos esquecesse,
Amigo, que vi
Em tão triste dia!

Não sei o amigo
De outra que penasse
Penas como eu peno
E as sepultasse

E que não morresse,
Ou desesperasse,
Já que não vos vejo
Como merecia!

Ai, quisesse Deus
Que eu vos não lembrasse
Amigo, que vi
Em tão triste dia!

Não sei o amigo
De quem tal sentisse,
E que assim sentindo
O sol encobrisse!

Senão eu, coitada,
A quem Deus maldisse,
Já que não vos vejo
Como merecia!

Ai, quisesse Deus,
Que nunca eu vos visse,
Amigo que vi
Em tão triste dia!

Falsche Video?