ÁGUAS PASSADAS
(Paulo Debétio / Paulinho Rezende) Ed. Warner/Chappell

Eu sempre disse a mim mesma
Que águas passadas não movem moinhos
Mas a saudade é um rio
Que vive passando pelo meu caminho
Quanto mais digo que odeio
Mais eu te rodeio com meu pensamento
Não adianta tentar te lembrar de outro jeito
Se o meu coração ama até seus defeitos
Não quer que eu esqueça jamais de você
E assim eu vou brigando
Com meu próprio ego
Quanto mais eu nego mais você me tem
Tento imaginar meu corpo em outros abraços
Mas em seu lugar eu não vejo ninguém
E me pego aqui sozinha
Relembrando coisas que eram de nós dois
Choro quando a saudade dói em mim depois

Meu amor,
Sinto a sua falta a cada momento
Meu amor,
Você não me sai aqui do pensamento
Meu amor,
Volta inesperado quando chega o vento

NUVEM DE LÁGRIMAS
(Paulo Debétio / Paulinho Rezende) Ed. Universal Publ.

Há uma nuvem de lágrimas
Sobre meus olhos
Dizendo prá mim
Que você foi embora
E que não demora
Meu pranto rolar...

Eu tenho feito de tudo
Prá me convencer
E provar que a vida
É melhor sem você
Mas meu coração
Não se deixa enganar...

Vivo inventando paixões
Prá fugir da saudade
Mas depois da cama
A realidade
Essa tua ausência
Doendo demais...

Dá um vazio no peito
Uma coisa ruim
O meu corpo querendo
Seu corpo em mim
Vou sobrevivendo
Num mundo sem paz...

Aaaaaaaaah!
Jeito triste de ter você
Longe dos olhos
E dentro do meu coração
Me ensina a te esquecer
Ou venha logo
E me tire desta solidão...

AINDA ONTEM CHOREI DE SAUDADE
(Moacyr Franco) Ed. Tecla (Peermusic)

Você me pede na carta
Que eu desapareça
Que eu nunca mais te procure
Pra sempre te esqueça...

Posso fazer sua vontade
Atender seu pedido
Mas esquecer é bobagem
É tempo perdido...

Ainda ontem
Chorei de saudade
Relendo a carta
Sentindo o perfume
Mas que fazer
Com essa dor que me invade
Mato esse amor
Ou me mata o ciúme...

Ah! Ah! Ah! Ah! Ah!
Ah! Ah! Ah! Ah! Ah!...

O dia inteiro te odeio
Te busco, te caço
Mas em meu sonho de noite
Eu te beijo e te abraço...

Porque os sonhos são meus
Ninguém rouba e nem tira
Melhor sonhar na verdade
Que amar na mentira...

Ainda ontem
Chorei de saudade
Relendo a carta
Sentindo o perfume
Mas que fazer
Com essa dor que me invade
Mato esse amor
Ou me mata o ciúme...

Falsche Video?