A luz do fado segue corrida
E uma guitarra nos cantava
A voz cansada nos dizia
Da solidão da nossa saudade

Viver sem amor é vida fingida
Não ter um amor é não ter calor na noite cerrada.
Viver sem amor, sem sol contra o frio,
Sem lua, sem rio,
É vida sem vida,
Vida enganada.

À luz da lua, à beira rio,
Na voz do vento que passava
Longo silêncio me dizia
Que já não és a minha saudade

Falsche Video?