Tive-lhe amor, gemi de dor, de dor violenta
Chorei, sofri, e até por si fui ciumenta
Mas todo mal tem um final, passa depressa
E hoje você, não sei por quê, já não me interessa!

Bendita a hora que o esqueci, por ser ingrato
E deitei fora as cinzas do seu retrato!
Desde esse dia sou feliz sinceramente,
Tenho alegria pra cantar e andar contente.
Só à noitinha, quando me chega a saudade
Choro sozinha pra chorar mais à vontade

Outra paixão no coração, sei que já sentes;
Uma qualquer que foi mulher de toda gente!
Assim o quis, seja feliz como merece,
Porque o rancor, como o amor, também se esquece!

Falsche Video?