Tu fizeste
Do meu viver um sonho agreste
E a minha mocidade
Pela tua maldade
Em troca te dei

Querias mais
Mais que o corpo e a alma
Mais que a paz e a calma
Que em ti nunca encontrei

Dia a dia
Em vez do amor a nostalgia
Que ao fim de tantos anos
Queres mais desenganos
Denovo ao meu lado

Não posso esquecer
Que é já tarde demais pra te querer
Como carta que rasgas sem ler
Rasga o passado

O passado
Não deve nunca ser guardado
Quer em cada momento
Que se viva um lamento
Um Sorriso fulgaz

Pois mais tarde
Numa carta esquecida
Encontramos a vida
Que já ficou pra trás

É diferente
O sol feito de luz ardente
Do mesmo sol poente
Que arrasta consigo
O dia acabado

Já basta saber
Que há em nós a saudade a doer
Se afinar recordar é sofrer
Rasga o passado

Já basta saber
Que há em nós a saudade a doer
Se afinar recordar é sofrer
Rasga o passado

Falsche Video?