Da viola o violeiro vive
Na viola o violeiro achará
Um jeito de ajeitar as coisas
Um jeito de se ajeitar

Rodando na roda gigante
Do destino que é distante mas é promissor
Louvando a musa que lhe inspira o canto
Trazendo paz ao seu interior
Buscando no passo a passo
Desvendar o laço entre amor e dor

Refrão

Passando em diferentes praças
Dando o ar da sua graca a quem pagou pra ver
Quebrando tudo na viola vai
Dizendo tudo o que tem pra dizer
Buscando um olhar ao longe
Que seja capaz de lhe entender

Da viola o violeiro vive
Como quem rema no meio mar
Como quem brinca com a mão no fogo
Fazendo rima pra poder cantar

Voando sem sair do canto
Através do wireless do computador
Virtualizando o vício e a virtude
Por entre arrobas se compartilhou
Buscando alargar a banda
Com Iolanda on-line no seu monitor

Falsche Video?