Nem mais um cigarro invade meus pulmões
Bombas de fumaça explodem nos salões
Nem mais uma taça rasa de cristal
Querosene e álcool explodem no local
Não tem mais tempo
Não tem mais ninguém
Rezando nos templos em Jerusalém
Nem mais uma linha,
A alma sozinha
Livida e divide-se em partes desiguais
Nem mais um remédio
Já não tem remédio
O tédio que se instala na sala de estar
Não tem mais tempo
Não tem mais ninguém
Explodem os templos
Vão dizer amém

Falsche Video?