Nossas praias

Tem mais latas

Mais mulatas, matas virgens

Nossos desertos cada vez mais perto

Nosso destino menino a viver de chicletes

Mentex, quentlex

Aquarelas o tempo amarela

Fontes secam em silêncio

Emudecem todos os pandeiros num paciente adeus

E um garoto pobre o que é que pode?

Numa banda de rock cair no pagode

Quando rola o ronca da barriga

É um 3 oitão na mão

Aids, apartheids nas cidades...putrefatas, mal cheirosas

Tão sestrosa outrora a vida passa

Já senhora

Decadente

Nas brasílias da miséria roda sua bolsa

Como pode

Hedonistas do país

Uni-vos

Ai meu Brasil, que se perdeu

Sem conhecer um apo....geu

Esses solos tão férteis

Esses campos tão meus

Quem abençoou foi Deus, foi Deus, foi Deus

Falsche Video?