Ela vai à luta de corpo inteiro
Ela faz de tudo, ela faz ligeiro
As coisas que precisa, tudo o que quer
Se materializa, uma mulher
Uma menina enlouquecida
Pela cidade, a sina e a buzina
Vontade férrea, feminina fúria
Determinada, perigo, prazer
Ela nem se assusta, nem mesmo pisca
Sabe o quanto custa servir de isca
Anda pelas ruas de madrugada
Tem as pernas nuas, as mãos geladas
Rímel nos olhos, batom que mancha
Fuma, se perfuma e o penteado não desmancha
Quem sabe é mãe, mãe de família
Quem sabe até é sua própria filha

Falsche Video?