Na fé moral que a vida é loka..
Na fé que a vida loka um aqui outro ali no meio da
Malicia toda eu sobrevivi
Pelo quanto a deus pertence o amanhecer já que a vida
É um jogo não pretendo perder
Se acontecer fazer o que ninguém nasceu blindado
Elizete não mereçe já sofreu pra caralho
Eu num barraco de lona cabaré eles num guenta ligeiro
Com os policia e atento com a concorrencia
Tentando da um tempo devagar no pianinho pegou fama lá
No helio pra morrer é dois tempinho
Parte alta minha quebrada uns afavor por mim qualquer
Coisa liga nóis qualquer coisa imbasse ai
Morro da cocada é nóis nem queira intimidar não deu
Brecha nóis morrer tem vários pra comemorar
Os inimigo e páh tudo chei de arrumadinho louco doido
Pra tomar beber meu sangue com vinho
Adolescencia pirada sem pai eu sou o rapper tô sem
Casa tô sem carro se moto sem mobilete
Me colocaram na mala os coxinha me espancou era um
Cidadão de bem mais os pensamento mudou
Demorou estamos aí é nóis junto um só risco será que os
Mano se envolve porque acha bonito
A necessidade é foda o estado desempregados se tem
Filho pra criar vários monstro formado
Agora mata pega prende nos trata com desrespeito pobre
Na faixa da cana satisfazer o governo
Sem emprego dinheiro direito é muita bronca até pra
Entrar em firma tem que ter o nada consta
Irmão pensa ligeiro antes de fazer besteira o passado
Influência nóis sofrer a vida inteira
Os pensamento doidera tirar da minha mente tem algo me
Perseguindo psicologicamente
Será que a culpa é só minha se teve que ser assim
Neguinho tava doido pra descarregar uma carga em mim
Conversinha leva e traz quem espera se fudeu não da
Pra ficar esperando antes mil do que eu
Aconteceu tô na fé me trobou pra nóis foi graça pra
Botar uma fé no helio botar fé na parte alta
Não basta sofrimento por baixa não passa o pano ameaça
Eu so lamento depois que morre é santo
Colho planto planto e colho é a lei do mundo nóis vai
Fazer o que óh sei que deus é justo
A mãe de quem foi chorou ao saudade que vem amanhã a
De quem fez pode chorar também..
Moral não vale a pena sobreviver no escuro saudade
Muito forte bateu do alex júnior
Minha mãe meus irmão minha tia meu tio minhas prima
Meu primo minha sobrinha meu sobrinho
Fazer o que se da família a ovelha negra eu sou mais
Só por vocês e deus que eu declaro o meu amor
Que calor onde eu tô me sentindo sulfocado aí outro
Afavor quebrada outro aliado
A mágoa chega junto angústia outra cidade sempre saber
Chegar a favela foi faculdade
Mesmo sem felicidade viaje com os malote no momento o
Brinquedo é meu amor lei tudo a sorte
Quer ibope pro tapão pra depois cair na lama passa
Pela humilhação do apresentador de programa
Que sabe discriminar ele é chique educado quero vê na
Hora ' h ' se explicar pro favelado
Que tá todo individado sem contato vagabundo e se eu
Me sinto ameaçado sou capaz de quase tudo
Do outro lado outro mundo invés de tudo armado
Doidinho pra mim jogar num buraco de sete palmo
Até que é fácil mirar nóis levar pro cadeião o difícil
É dialogar pra da uma condição
Né não me julgue não meu nome eu honrei so eu sei do
Meu passado so eu sei o que eu passei.! '

Falsche Video?