Odiar o pecado e amar a verdade.
No fim sempre as imagens entalhadas.
Desço as frias escadas com manchas de sangue.
E em 18 minutos tento me rever em imagens estendidas,
Sem saída...

Meu próprio espírito me consumirá como fogo.
Fecha- se a vida...
E as cicatrizes fazem -me companhia.

Não quero remoer velha ferida.
Tire me essa dor.
Mais uma vez o sinal do desespero.
Sentir frio enquanto o corpo queima.

Sinto falta do meu lugar.
As mesmas vozes que apontam a aflitiva escuridão.
E todas as gotas que de sangue que caem sobre mim.
Mostra-me.
Que me tornei pensador de feridas, enlaçado pela vida.
Novamente algo a ser queimado.

Meu próprio espírito me consumirá como fogo.
Fecha- se a vida...
E as cicatrizes fazem -me companhia.

Sigo em mais uma etapa de aprendizado.
Diante de angústias e medos.
Não irei me limitar entre o céu e o chão.( Tentando e Errando )
Desde de agora e por tempo indefinido.
Respirar...

Falsche Video?