Sou mais uma a esperar um sol que não vem mais
Só quem me rouba a paz
É capaz de trazer de volta aquele sol ao céu
Se meu jatobá brotar, se o céu chorar em mim
Suas lágrimas farão
O milagre de ser mais um sorriso só, ao léu

Sob o luar do teu céu escorrem ventos réus
Confessam meu pesar
Faz-se vivo o meu amor que volta pra você
Num destoar de dor

Mas se alguma estrela vir cadente ao meu lugar
Serei seu novo céu e o meu sorriso ao léu
Será seu novo lar, por fim
Eu deixei de ter lugar pra ser um novo altar
De amores e paixões, de sonhos e ilusões
Dos órfãos das constelações

Fico só a esperar um sol que não vem mais
As lágrimas do céu
Para me volver a paz, não sou mais um perdão
Sou nova vida enfim

Falsche Video?