Uma lagoa nasceu dentro do meu peito
Pra de noitinha vir a lua espiar
E o meu amor mergulhando dentro dela
Nadando nela seus cabelos se molhar
Como é bonito ver o meu amor nadar
Nessa lagoa que nasceu dento de mim
Depois notar que de tanto se banhar
Meu amor virou saudade e saiu no meu chorar

Se essa lagoa fosse um copo de aluá
Eu vivia dentro dela até me maravilhar
E hoje em dia se me alembro da lagoa
Sinto que a lua tá morando no meu peito
E o seu clarão é a luz do seu amor
E depois que me encandeia faz a luz do meu olhar

E vejo claro que a lagoa que não vejo
É o gosto desse beijo que não posso mais beijar

Falsche Video?