Penso que penso, mas eu não penso! Eu não tenho tempo pra pensar
Penso que penso, mas eu não penso Eu mal tenho tempo pra viver

Em minha senzala moderna, cercado de guardas e grades
Ligo o ar condicionado, acendo o meu cigarro. Morro asfixiado
A minha cabeça é uma babel apontada pro céu
Conectada por fios e cabos e antenas de TV

refrão:
O futuro. Bem-vindos ao futuro
Frente clara, verso escuro
A inversão da velha regra é o maior lance do jogo
O futuro. Nós já estamos no futuro
Acredite! Eu vi! Eu juro!
O Corpo de Bombeiros foi lambido pelo fogo

Penso que penso, mas eu não penso! Eu não tenho tempo pra
pensar
Penso que penso, mas eu não penso Eu mal tenho tempo pra viver

Em minha prisão sobre rodas Cercado de sinais vermelhos
Desço um vidro embaçado, respiro um ar carregado. Morro
asfixiado
A minha cabeça é uma babel apontada pro céu
Conectada por fios e cabos e antenas de TV

refrão

Falsche Video?