Arruma a peia muleque minino
Apruma o pé na peia, a perna tu bota na peia
Tu deixa de tu ser teimoso
Seu sujeiro manhoso
Obedeça a mãe
Que dos minino de todessa redondeza
Nunca vi mió destreza
Que Delino de cumpadi Tião
Reme a canoa minino, malino, muleque
Não debata, peste
Não sacode, não deserte
Nem istucei com teu irmão
Pois Madá que é mulé de Popô
Que é irmã de Dená
Fia de cumade Dadá
Bem já disse que não

Mariô, Dandô, Mariê
Mariá, Dendê, Mareou

Arruma a peia muleque minino
Apruma o pé na peia, a perna tu bota na peia
Tu deixa de tu ser teimoso
Seu sujeiro manhoso
Obedeça a mãe
Que dos minino de todessa redondeza
Nunca vi mió destreza
Que Delino de cumpadi Tião
Reme a canoa minino, malino, muleque
Não debata, peste
Não sacode, não deserte
Nem istucei com teu irmão
Pois Madá que é mulé de Popô
Que é irmã de Dená
Fia de cumade Dadá
Bem já disse que não

Suilicero malino, tu ainda não desembestou
Quem não respeita ter medo vai
É o que vi escrito na mão de mãe e de pai

Mariô, Dandô, Mariê
Mariá, Dendê, Mareou

Falsche Video?